terça-feira, 22 de março de 2011

Tempo.

Proferir as palavras:"Eu esqueci 'aquela' pessoa" pode transparecer um recomeço, uma mentira ou uma ilusão. No entanto, esquecer uma pessoa, aquela pessoa, está no patamar em que a simples menção a torna inválida. Esquecer alguém ocorre de forma lenta, sorrateira e imperceptível. O tempo torna aquela pessoa incapaz de provocar quaisquer alterações em nossa vida, até mesmo, a ínfima ação de pensar que a esquecemos. Sobretudo, as pessoas necessitam afirmar que não estão mais vulneráveis; necessitam comprovar às pessoas, que a assistiram sofrer, que não estão mais a mercê; enquanto, na verdade, tentam comprovar a si mesmas.

(Valéria Coelho)

0 comentários:

Postar um comentário